segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Era uma vez... (prosa)





Ensinamentos da vida







Quantas ilusões eu tecia,
Impregnadas de perfumes,
Vivendo a vida de fantasia...

Momentos de decepção senti,
Inimagináveis crises de solidão
Sem compreender, àquele mundo aderi.

E, no abismo das voláteis ilusões, percebi, tarde demais,

Que as pessoas não são todas iguais.

Jane Moreira