quarta-feira, 2 de novembro de 2016

E tarde





É tarde

O medo tomou conta de mim.
Ando triste, triste é o caminho
Para quem anda sempre sozinho.
E andar sozinho, sem esperança, é morte.
Perdi o rumo, perdi o norte.
Minha vida é nostalgia.
Será tarde para a alegria,
Àquele que nasceu sem sorte?

Jane Moreira



Nenhum comentário:

Postar um comentário