sexta-feira, 27 de março de 2015

A volta







A volta

Voltei e cheguei à porteira
E, parada na chuva, chorava
A saudade de uma vida inteira.

Nada mais me pertencia
Já não era o meu lugar
E minha vida ficou vazia....

O tempo não perdoa e nem remenda os retalhos

Do que sobrou de uma vida perdida nos atalhos...

Jane Moreira