quarta-feira, 3 de setembro de 2014

SOS






SOS
Amor, símbolo do bem ideal
A matéria prima do ser, doação,
Missão, destino ou entrega total,
Vem, preenche esse meu tolo coração...

Vem, nem que seja em forma de ilusão,
Vem como o dia que à noite se inicia,
Rompendo o invólucro da escuridão!
Vem, alvorada de paz e alegria!

Apostei na sorte, sem direção
E foi o breu quem me fez companhia,,,
E a treva, então, foi a minha prisão...

Só o amor, vai me salvar da agonia
E libertar-me dessa destruição.
Vem, que me entrego e nem quero alforria.

Jane Moreira







Nenhum comentário:

Postar um comentário