quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Nãos

Mote:
Sem rodeios, sem interlocução
Vão se os “nãos” 
e ilumina-se o momento.

André Anlub






Nãos


Tenho
Tantos nãos engasgados,
Que a vida já não me sorri.

Tenho
Muitos desejos guardados,
Poucos instantes roubados
E segredos não compartilhados...

Tenho
Perguntas não respondidas,
Silêncio e escuridão...

Eu sou
Um ponto de interrogação!

Se, ao menos,
Houvesse um talvez,
Eu poderia ver um mirrado raio de luz...


Jane Moreira




Nenhum comentário:

Postar um comentário