quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Sem perdão (indriso)


Sem perdão

Cada dia sofrido, um degrau na escalada.
Cada alma sangrando, um capítulo já lido.
Cada noite insone, uma conta do rosário...

Cada decepção foi um golpe, punhalada.
Cada grito contido, um revide reprimido.
Cada verdade calada, um passo ao calvário...

O tempo passou, sem dó, sem redenção

E a vida parou, sem remendos, sem perdão.

Jane Moreira




Nenhum comentário:

Postar um comentário