quinta-feira, 21 de março de 2013

Fim da música





Fim da música

No deserto da solidão,
No vazio de sentimentos,
Pode surgir uma nova emoção,
Um novo rumo, novos alentos...


A solidão seria uma fábrica de tortura,
Não maior que a decepção,
Se não encontrasse um pouco de ternura:
Um verso, um sorriso, uma canção...


E então a alma em arrebatamento,
Como se aos céus adentrasse,
Faria desses instantes seu alimento.


E roçaria, de leve, a sofrida face,
Doce carícia, plena de sentimento,
Na despedida, suave desenlace...

Jane Moreira





Pequenos momentos







Felicidade permanente
Não existe neste mundo.
Existe o momento presente,
Que pode ser lindo e profundo.

E é um momento delicado,
Um pequeno esplendor...
Às vezes, passa disfarçado,
Se notado, leva consigo a dor.

Existem os tristes instantes
E outros de reflexão.
São passagens viajantes,
Mas precisam de atenção.

Na busca desenfreada
Por algo maior e distante,
Pode haver uma emboscada,
Não se perca o viajante.

Jane Moreira