sábado, 2 de novembro de 2013

Jardim Azul




Jardim Azul


O Jardim Azul espera
Em nome da Poesia,
Aspirando por uma nova aurora,
Como a Mãe que,
Em nome do amor, espera
O filho que saiu e que demora...

Mesmo sendo escasso
O azul alimento
Que a sustenta agora,
Ainda mantém latente
A esperança e a urgência
De um dia vir retornar
Seus azuis rebentos.

É o instinto de sobrevivência
Da Poesia, com seu perfume,
Sutil perfume azul de outrora,
Que a faz, pacientemente, confiar
Na volta das flores azuis, sua essência...


Jane Moreira




Nenhum comentário:

Postar um comentário