segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Lembranças

Mote:

Fechei
os olhos e deixei-me absorver pelas imagens: pequenas gotas tornando-se
poderosas e densas, arremessando-se furiosamente contra o solo de terra batida,
levantando e levando aquele aroma singular para lugares inimagináveis.
Éder de Sousa Boaventura





Lembranças

Sinto o gosto amargo da saudade,
Que me belisca torturando o coração
E me arranhando, sugando minha vontade,
Faz-me refém da mais terna contemplação.

Fecho os olhos: vejo rostos, cores e sabores,
Sinto a alegria varando a escuridão.
Amigos, doces encontros de amores...
Lanço meu sorriso, enfrentando a solidão.

Como purpurinas que se esvaem ao sabor do vento,
Lembranças que abraço com o sabor de outrora,
Minhas fantasias são varridas sem dó ao sabor do tempo...

E a saudade, que corrói e que agora se aflora,
Se veste de rosa e rescende a sutil chamamento
E eu fico feito cascata que rola, água que vem e vai embora.

Jane Moreira





Um comentário:

  1. Obrigado por me referenciar no mote!
    Quando quiser visite: www.escapadasnoturnas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir