segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Ao pé da montanha

Mote:
Discípulo: Mestre, Quem abre as portas à ambição?...
Mestre: Fecha-a à tranquilidade.








Minha luz é santa.
Sagrado é meu mantra,
Ao pé da montanha.

Nada me estranha
Meu mantra ideal,

Ao pé da montanha...

A ele se chegam
O sol matinal, 

A luz da manhã,


A lua, minha irmã,
E o vento, a chuva, o frio,
Companheiros na montanha...

Bebo a claridade,
Alimento-me de harmonia,
Na paz da montanha...

Recebo a poesia, c
onvido a luz,
Expulso a dor. Eu sou e estou
Na montanha.

De nada preciso, ando ao lado
Do Bem e da Verdade,
Que encontro na montanha.

Que me guarda noite e dia,
A suprema bondade,
Na Tranquilidade d
a montanha...

Jane Moreira



Nenhum comentário:

Postar um comentário