domingo, 7 de abril de 2013

Rosas rubras da paixão

Mote: Flores da Paixão



Rosas rubras da paixão

Na teia da paixão me prendi e me perdi delirante...
Surgiram os sonhos, quimeras envolventes,
Beijos vorazes, visões mirabolantes...

Anseios, agonias, desejos quase indecentes...
Dores foram as sequelas da fúria vibrante,
Devaneios cintilantes, rosas incandescentes...

No desejo mais ardente, a rosa rubra se revelou...

No terror da solidão, a lágrima translúcida frutificou.




Jane Moreira









Nenhum comentário:

Postar um comentário