terça-feira, 5 de março de 2013

Modo Presente

Mote: A primeira estrofe de Canção 
do Amor-Perfeito de Cecília Meireles

Eu vi o raio de sol
beijar o outono.
Eu vi na mão dos adeuses
o anel de ouro.
Não quero dizer o dia.
Não posso dizer o dono.






Não quero saber o que você pensou,
Nem me conte o que sonhou.
Diga-me somente do bem que ficou
Daquele tempo que já passou.

A estrada que você cruzou
E toda gente que você conheceu
Serão como a flor que já murchou,
Ou a treva que já clareou.

O passado é como o ser que já morreu,
Ou a dívida que você já pagou.
É o impasse que se resolveu,
Ou o feitiço que se quebrou.

Celebre, pois, quem chega é a primavera,
Trazendo as borboletas e as flores.
Celebre o advento do amor que impera
E que destrói as dores e traz consigo as cores.

Jane Moreira









Nenhum comentário:

Postar um comentário