quarta-feira, 20 de março de 2013

Palavra sentida



MOTE:
"É por isso que toda minha palavra tem um coração onde circula sangue"
Clarice Lispector



Palavra sentida

Sorvo tuas palavras com sofreguidão,
que ferem, misto de dor e de repulsa.
 Fazem-me sentir o medo da escuridão
Da infância que até hoje em minha alma pulsa.

Sinto ainda as sequelas da tua covardia,
Tuas amargas palavras ecoam no vazio,
 Que a minha vida se fez desde aquele dia
Em que conheci de ti o lado mais sombrio.

Por tudo o que disseste e que não olvido
E que transparentes lágrimas não ocultam,
Sinto ainda a dor de ter a crença perdido.

São minhas hoje as palavras que sepultam
Tudo o que antes por ti foi proferido:
São forjadas na alma  e no coração pulsam.

Jane Moreira




Nenhum comentário:

Postar um comentário