segunda-feira, 11 de março de 2013

De Dimensões





De Dimensões

Não conheço a amplidão,
E desconheço a Verdade.
Caminho na escuridão,
E o espírito na claridade,

Espírito que, nesta dimensão,
Já viajou muitas vidas,
Sabe qual é a sua missão,
Na vida feliz ou sofrida.

Na ira e na delicadeza,
É o espírito o acolhedor.
Nele moram o vício e a pureza,
A alegria e também a dor.

Crises de agonia,
Instantes de desalento,
Momentos de harmonia,
Espasmos de sofrimento,

Podem ser minhas escolhas,
Elas guiam meu destino.
No espírito ficam as folhas
Do livro que eu assino.

Jane Moreira







Nenhum comentário:

Postar um comentário