terça-feira, 11 de dezembro de 2012

É Natal







É Natal

Então...
Outro Natal vem chegando,
Pessoas se movimentando...

Então...
Ruas decoradas,
Presentes embalados
Em papéis dourados...

Pessoas comprando...
Filhos cobrando...
Chamamentos iluminados...
Muito dinheiro contado...

E então...

Chega o momento da ceia,
De ver os presentes na meia
E o aniversariante abençoa
Enquanto a alegria ressoa

E, no canto da sala, pensativo,
Ele contempla Papai Noel
E, solitário, manso, compassivo,
Pensa  "esse cara não sou eu"!

Jane Moreira



Segredo

MOTE:
Eu, só eu, encontrei a gota de orvalho
que te alimentava, como um
segredo que cai do sonho..."
Cecília Meireles



Segredo

Ninguém viu a gota de orvalho
que o sereno deixou na flor,
porque ali deixou em segredo.

Ninguém sabe que aqueles olhos
Verteram lágrimas de dor,
porque choraram em segredo.

E, ao te ver tão só,
No canto mais escondido da vida,
Desvendei o que teus olhos diziam.

E senti a tua dor,
a dor que teu rosto escondia...
E que era o teu segredo...

Eu te olhei, chorei por mim, chorei por ti,
porque não sofrias por mim.
Esse foi o meu segredo...

Meu segredo ficou guardado,
mas o segredo que escondias,
Com amor, eu te devolvi.
Em segredo...

Jane Moreira