domingo, 17 de junho de 2012

Dimensionando...



Dimensionando...

Diante da imensidão,
Sou grão de areia
Ou pensamento.
Apenas poeira,
Coisa de momento
Além da compreensão.
Num imenso tabuleiro de xadrez,
Onde sou só um peão,
Esperando a minha vez
De alcançar o topo, ou não,
Em busca de uma razão.

Jane Moreira

 



Desenlace





Desenlace

No deserto das desilusões,
Na escuridão dos sentimentos,
Nunca mais procurou emoções,
Novos rumos, novos alentos...

E já estando, à beira da loucura,
Na tarde fria, na noite escura,
Ardendo em febre de decepções,
Encontrou a poesia mais pura
No suave som daquelas canções...

E sua alma em arrebatamento,
Fez das canções seu alimento.
E o som que invadiu sua mente
Roçou de leve sua face
Sua despedida, seu desenlace...




Jane Moreira





Além do sonho




Além do sonho

Minha alma vagueia no espaço,
Enquanto, por mim, a lua zela.
E é tamanha a emoção, que abraço
O lençol de astros que me vela.

O orbe, em perfeita sintonia,
É meu abrigo, minha tela,
Onde por paixão ou magia,
Minha mão versos pincela...

A noite avança, eu me confundo
Com as partículas do céu
E é nelas que eu me aprofundo.

Não há poesia mais forte
E que nem é deste mundo,
Que não me faça ir além da morte.


Jane Moreira