quarta-feira, 30 de maio de 2012

Casinha Branca




Casinha Branca

Sabe onde ficou meu tesouro?
Meu bem valioso e imorredouro?
Minha doce lembrança,
Meu pote de ouro?

Foi lá,
na casinha branca,
do lago dourado,
do lindo jardim, bem ao lado,
onde minha infância floresceu...

Foi lá,
onde o manto sagrado,
do pai e da mãe, abençoado,
a menina protegeu...
e guarda ainda o amor que floresceu...

Foi lá,
na casinha branca,
naquele canto do mundo,
onde o amor tão fecundo
nasceu, cresceu, floresceu...

Foi lá
na casinha branca,
no alto da colina,
onde a alma feminina
se fez moça e floresceu...

É lá
no recanto adorado,
onde a força do amor, meu legado,
está em cada canto impregnado
 E que nunca foi por mim renegado.

Jane Moreira



Nonsense



Nonsense


Feito fera, que nada receia,
Tu me perseguiste, mas eu desviei;

Feito um rio que serpenteia,
Tentastes me enredar, mas eu recuei;

Feito presa incauta, teceste uma teia
Mas eu me desvencilhei;

Feito vampiro cravando as presas na veia,
Tu me prendeste, mas eu me soltei;

Feito encanto, um chamado de sereia,
Tentastes me seduzir, mas eu escapei;

Feito gente ferida, que cambaleia,


Percebi que nada valeu, eu me cansei.

Jane Moreira


Bons frutos






Bons frutos

Sinto a vida
fervilhando na
terra,
que, generosamente
acolhe e libera.
Sinto esperança e
beleza
na mão que planta;
sinto a força da
natureza
na mão que colhe.

Jane Moreira




Medito






Medito

Na quietude da mente, 

que afasta os pensamentos,
e é o aconchego espiritual, 
medito.
porque eu sou e acredito.
No plano total do infinito,
surge a intuição que credito
aos Mestres da Luz.
A solidão, que me impus,
é a solução que procuro
E, se me vendam os olhos,
não há escuro.
É o entendimento, 
afinal
que, me conduz.

Jane Moreira