sábado, 11 de fevereiro de 2012

Tempo de criança



Tempo de criança

Criança
Rodopia, balança,
E não se cansa.

Criança, na roda gigante,
Nos jogos e travessuras,
Sempre sorrindo, brinca radiante.

Na ciranda, brinca de viver,
Na rede da varanda,
Não pensa em crescer.

Ciranda é rodopio,
Na rua que tem um bosque,
Bosque que não é sombrio.


Jane Moreira





Declaração



Declaração

Num encontro teu e meu,
É quando se dá o apogeu.
Quando juntos, nós dois,
Nada fica para depois...

Nosso amor não é preto e branco,
Como a arte da fotografia.
É amor de cores fortes da alegria.
É como o sol que irradia
Vida e calor, puro esplendor...

É como o colibri que beija a flor,
Deixa com ela o amor e dela leva o alimento
É como o rio que corre cantando,
Serpenteando, correndo, insinuando-se,
Desaguando, em ânsia febril...

Em magia, encantamento,
Nosso encontro é o momento
De cantar, amar e sorrir;
Dos beijos que vamos dividir,
Das palavras que queremos dizer, ouvir, repetir...


Jane Moreira