quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Perfume de rosas





Perfume de rosas
Lembro, na cama, a garotinha,
Cheia de paparicos, doentinha
E as revistas? Quantos gibis!
A menininha estava feliz...
Tinha febre, tinha coceira,
Tinha até muita tonteira,
E, embora incomodada,
contente ficava 
com os mimos da parentada.
Das prendas que recebia
Uma delas sobressaía
Tinha perfume de rosas...
E, dessa doce lembrança,
Ficou o perfume das rosas
De quando eu era criança.

Jane Moreira




Canção de Ninar

Canção de Ninar

Minha canção tem gosto de mel
e a doçura da alegria infantil,
que foi-me ditada do céu...

Canto para o pequenino
e sei que entende o meu recado
é o amor que vem embalado
E a canção é o meu hino
e o amor é o estribilho.

Jane Moreira



Lágrima da manhã (indriso)







A manhã chegou sem brilho, sem cor...
Despontando triste, em meio à dor,
Vem chegando, devagar, com pudor,


A garoa que cai, suavemente,
É o véu com que se cobre a manhã descontente
Que o sol buscou e só neblina encontrou


E se encontrares uma gota de orvalho na flor,

É a lágrima que a manhã deixou escapar...

Jane Moreira






A dança das horas




A dança das horas

Dançam alegremente
As horas no firmamento.
Não têm pressa, dançam somente,
Celebrando cada momento.

Cada hora, cada ano luz, assim,
Vai passando em sintonia,
Através do espaço sem fim,
Onde tudo é harmonia...

Um pequeno planeta azul,
Solto no espaço, tão indefeso,
Girando de norte a sul,
E girando, é livre e preso.

E as horas, lentamente,
Dançam sem se importar
Se o planeta é resistente,
Se um dia vai acabar...

Jane Moreira



Wendy (Infantil)






Wendy

Sou menina curiosa
E também aventureira.
Um pouquinho maliciosa,
Do Peter sou companheira.
Nas eternas brincadeiras,
Vamos sempre nos encontrar.
Pois em Neverland vou morar.

Jane Moreira


Em frente...enfrente



Coragem, segue adiante.
Afugenta o medo,
Seguindo confiante.
Não é tarde, nem é cedo,
Vai buscar o teu destino
Segue a rota mais segura
Do caminho cristalino
E evita a noite escura...

Jane Moreira









Desesperança





Tarde de espera


Tarde demais
Silêncio impera
Nunca mais, nunca mais...

Jane Moreira

Como bolhas de sabão

Como bolhas de sabão... (Mote)


Não sei se estava sonhando
Quando vi aquela imagem
E quis tocar-lhe a face,
Que sumiu como miragem

Eu não sei se era verdade,
Ou se foi mera ilusão.
Terá sido fruto da saudade,
Ou talvez da solidão?

Era forte a claridade
Em torno dessa visão...
Maior foi minha ansiedade,
Além de qualquer razão.

Com toda a suavidade,
Estendi a minha mão...
Dissolveu-se em realidade,
Como bolhas de sabão...

Jane Moreira





Barreiras


Mote: Choro Bandido (Edu Lobo - Chico Buarqye)





Barreiras
Tinha a mente perdida e entrevada,
Como caminhos que se cruzam
numa encruzilhada.

Fronteiras, abismos, labirinto formado
 fizeram mente e corpo enclausurados.

 Antigos desejos sentidos
ficaram entorpecidos...

Mas como o guerreiro faminto de amor
que, atado ao navio, ouviu o clamor,

Viu no labirinto um muro a transpor, um desafio
e fugiu do touro bravio.

E, no labirinto, o muro de emoções cedeu,
como o touro que o guerreiro venceu.

É que o amor do amante,
na escuridão, é brilhante.

Jane Moreira