sábado, 20 de outubro de 2012

Chamas em Movimento.



Mote:
Duas Chamas Abrasadas

Em teu lago eu me afogo
E com o teu fogo, jogo...
Dançamos com as labaredas.

Tranças de seda, borboletas.
Vão inventando piruetas...
Portando suas almas ígneas.

Palmas ao amor, insígnias...
Mostram seu fulgor, dignas!
São duas chamas abrasadas.

Até a lua queima, enlevada!
Teima a brasa; consome o fogo.
Em casa segue com fome o jogo.

Rosemarie Schossig Torres
.








Chamas em Movimento.

Sou reflexo da sua chama,
Que me envolve, que me chama
E, como água santa, sobre nós se derrama.

No desejo de nós dois,
Não há que deixar pra depois.
Não se apaga essa chama que se inflama.

E assim, em total entrega e oferta,
Com amor e desejo em estado de alerta,
Alma por alma clama.

E dançamos ao relento
E, até nesse momento,
Somos chamas em movimento.

Jane Moreira




Nenhum comentário:

Postar um comentário