domingo, 17 de junho de 2012

Frenesi Poético








Transe poético 

No oásis da fantasia, 
que é dos poetas a primazia, 
surge aos poucos uma semente, 
que vai crescendo na mente 
e se transforma num turbilhão 
de idéias, em aflição frenética. 

É o aviso da antena poética, 
que capta e transmite a inspiração. 
É a arte pela arte, 
sem nenhuma outra aspiração. 

Ao surgir, é premente plantar a semente 
e assistir à germinação. 
O formigamento de idéias 
da mente em aflição 
faz da arte uma epopéia: 
São versos e poetas em expansão. 

Jane Moreira



Nenhum comentário:

Postar um comentário