domingo, 17 de junho de 2012

Desenlace





Desenlace

No deserto das desilusões,
Na escuridão dos sentimentos,
Nunca mais procurou emoções,
Novos rumos, novos alentos...

E já estando, à beira da loucura,
Na tarde fria, na noite escura,
Ardendo em febre de decepções,
Encontrou a poesia mais pura
No suave som daquelas canções...

E sua alma em arrebatamento,
Fez das canções seu alimento.
E o som que invadiu sua mente
Roçou de leve sua face
Sua despedida, seu desenlace...




Jane Moreira





Nenhum comentário:

Postar um comentário