quarta-feira, 30 de maio de 2012

Nonsense



Nonsense


Feito fera, que nada receia,
Tu me perseguiste, mas eu desviei;

Feito um rio que serpenteia,
Tentastes me enredar, mas eu recuei;

Feito presa incauta, teceste uma teia
Mas eu me desvencilhei;

Feito vampiro cravando as presas na veia,
Tu me prendeste, mas eu me soltei;

Feito encanto, um chamado de sereia,
Tentastes me seduzir, mas eu escapei;

Feito gente ferida, que cambaleia,


Percebi que nada valeu, eu me cansei.

Jane Moreira


Nenhum comentário:

Postar um comentário