terça-feira, 15 de maio de 2012

Libertação


Libertação

Hoje eu vivo contente,
Conquistei a liberdade.
Libertei-me da corrente,
E já sei o que é viver de verdade.

Eu já fui prisioneira,
Na própria vida enclausurada.
A solidão era minha companheira,
Sempre fui amordaçada.

Na fase libertadora,
Meu anseio é somente viver
Sem limite, caçadora
Do meu direito de ser.

Finalmente, liberta das correntes,
Dona de mim, sou mais segura.
Não mais evito as gentes,
Libertei-me de toda a clausura.

Jane Moreira



Nenhum comentário:

Postar um comentário