quinta-feira, 19 de abril de 2012

Só um papel ao vento...




Rasguei aquela carta:
carta descartada,
na página virada
de um acerto de contas,
que afinal teve seu fim.
Foi história mal contada.
arroubo de um momento.
Percebi, naquele instante,
que podia seguir adiante.
Foi só um papel ao vento...

Jane Moreira





Nenhum comentário:

Postar um comentário