quinta-feira, 19 de abril de 2012

Ama-me





Ama-me

Ama-me
Com a ternura dos comovidos,
Ama-me,
Com o desvelo dos fiéis...
Ama-me,
Com a emoção dos menestréis...

Ama-me,
Com a saudade dos esquecidos...
Ama-me,
Como o pintor ama o pincel...
Ama-me,
Como cuida o escultor de seu cinzel...

Ama-me,
Com o fervor dos arrependidos...
Ama-me. Assim como eu te amo.
Derrama-te,
Assim como eu me derramo.

Jane Moreira




Nenhum comentário:

Postar um comentário