quarta-feira, 28 de março de 2012

Olhar triste






Olhar Triste


A lua brilha,
E é fada iluminada
E a via Láctea é um véu,
Em que as estrelas tecem seu bordado.

O mar é um gigante,
Reino de Netuno, morada da sereia
E a flor é um diamante,
Com que a Terra se enfeita.

E, apesar dessa beleza,
Por falta de delicadeza,
Os rios são lágrimas da Terra:
Pranto de quem sofre calado,
Pelos filhos que vivem em guerra,
Pela ingratidão de um povo desalmado.


Jane Moreira

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário