quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Como bolhas de sabão

Como bolhas de sabão... (Mote)


Não sei se estava sonhando
Quando vi aquela imagem
E quis tocar-lhe a face,
Que sumiu como miragem

Eu não sei se era verdade,
Ou se foi mera ilusão.
Terá sido fruto da saudade,
Ou talvez da solidão?

Era forte a claridade
Em torno dessa visão...
Maior foi minha ansiedade,
Além de qualquer razão.

Com toda a suavidade,
Estendi a minha mão...
Dissolveu-se em realidade,
Como bolhas de sabão...

Jane Moreira





Nenhum comentário:

Postar um comentário