terça-feira, 3 de maio de 2011

Louvação II


Louvação II


Canto o céu sem nuvens
e a noite de luar,
a brisa que sopra de leve
e canto a vida no mar.

Canto para celebrar
a natureza em festa,
a beleza que ainda resta,
e o que vamos preservar.

Canto e canto louvando
o respeito que fica no ar,
para um povo que, se educando,
pode salvar seu lugar.

Jane Moreira








Carnaval





Carnaval


Quando chega o carnaval,
Não tem porque, nem senão...
Não existe nenhum mal
Em tirar o pé do chão.

Nesses dias de euforia,
A vida é alegoria...
O povo esquece a agonia,
Vai vestir a fantasia...

Acha tudo uma beleza!

E o samba esquenta a alma e a avenida...
Beleza de cores, entorpecimento de dores...
E fica tão linda essa vida!
Encontra-se até mil amores!

Mas quando acaba a magia,
Tudo volta a seu normal...
A princesa é só Maria,
Ou é fulana de tal...

E assim, até o outro carnaval...

Jane Moreira







O baú





Guardei todos os momentos felizes na memória,
E os infelizes, remendei e os tranquei num baú,
Por esperança de ainda terminar minha história...

Não sei bem se um dia, por saudade,
Ou nostalgia, resolvi destrancar o baú...
E fiquei face a face com a realidade.

E decidi que
A dor não carece remendo.
A dor merece morrer.


Jane Moreira