quinta-feira, 2 de junho de 2011

A rosa





Ela é a rainha,
cuja majestade se impõe.
Eu digo que ela é minha,
mas ela não se dispõe
a ser de alguém.
E nos olha com certo desdém...

Ela é majestosa,
talvez a mais formosa,
mas não dá  importância não.
Seus soldados são os espinhos,
cuidado, invasor, com sua mão.
mesmo que lhe vá fazer carinhos.

Esses soldados protegem a torre,
onde vive dona rosa,
a rainha mais formosa,
representante mor dos amores,
que, orgulhosa, exibe suas cores
em meio às outras flores, damas da corte...

Jane Moreira







Nenhum comentário:

Postar um comentário