sexta-feira, 13 de maio de 2011

Trovas ao vento





Trovas ao vento

Vento que vens de mansinho,
Envergando a plantação,
Com força, abres teu caminho.
Espalhas folhas no chão.

Vento, que carregas dores,
Não me faças mais chorar...
Não carregues meus amores,
Não os tires do lugar.

Vento, que trazes saudade,
Quero no tempo voltar...
Sentir de novo a vontade
De ter alguém para amar.

Jane Moreira






Nenhum comentário:

Postar um comentário