segunda-feira, 2 de maio de 2011

Transitoriedade




Transitoriedade


Transitória é a vida,
Efêmero é o tempo,
Breve é a ferida,
Rusgas são contratempo.

Amor é chama divina,
Amizade é água cristalina.
Rancor é sempre ruína,
Que o bom senso elimina.

Na brevidade da vida da gente,
Vivo o presente em harmonia...
Como a flor e o milagre da semente,
E os momentos de amor e alegria....

Na transitoriedade desta viagem,
Liberto-me da vaidade da vida.
Deve ser pouca a bagagem,
Que futilidade é descabida.

Nada temos neste lado.
O que realmente importa
Não é o que nos é emprestado
E, sim, tudo o que a alma comporta.



Jane Moreira



Nenhum comentário:

Postar um comentário