sexta-feira, 20 de maio de 2011

Sonho






É tão triste o canto da cotovia...
A noite se foi, mas não é dia ainda...
Ao romper da aurora, rompe-se também a fantasia...

Relembro as nuvens onde dançamos,
E as estrelas que alcançamos,
No caminho de prata por onde passamos.

Ouvindo o cantar das estrelas, nossas almas se confundiram.
Cavalgando no vento, nossos corpos se uniram.

Jane Moreira



Nenhum comentário:

Postar um comentário