terça-feira, 3 de maio de 2011

O rio


                     
Em movimento constante,
O rio solitário caminhante
No seu ritmo ondular...

Entre pedras serpenteando
Obstáculos contornando,
Vai seu objetivo alcançar...

Não discute, não argumenta,
Contendas, nem tenta.
Prossegue seu caminhar...

Usa de sabedoria
Sem magoar, sem ferir, noite e dia
Enfrentando o que se lhe deparar.

Segue em frente,
Contornando, indiferente,
Segue, intrépido, o rio a cantar.

Na cheia ou na vazante,
Seguro e confiante,
Prossegue seu caminhar...

Viajando por tantas terras,
Por vezes, testemunha guerras,
Continua, porém, sempre a contornar.

Pelo caminho ficam os filhos
E se encontrar empecilhos,
Segue seu curso, sem se alterar.

Como parte da natureza,
É agredido em sua pureza
E ferido em seu caminhar.

E quando chega ao seu final,
Sua missão está completa, afinal,
E no mar vai desaguar...

                        Jane Moreira                             





Nenhum comentário:

Postar um comentário