sexta-feira, 6 de maio de 2011

O poema eras tu




Eu nunca te contei...
do amor que eu sentia
Nem mesmo sei o que te diria...

Nem sei que poema faria
o poema eras tu, minha poesia,
era o teu rosto, tua alegria...

Era o teu riso feliz.
Ah, se eu conseguisse
fazer tudo o que não fiz!

Conto agora o que restou
do beijo que nunca aconteceu,
da amargura que ficou.

Aos poucos, adiei
O adeus que então se deu,
sem nunca teres sido meu.

Jane Moreira





Nenhum comentário:

Postar um comentário