quinta-feira, 5 de maio de 2011

O jogo


O jogo

Cheguei cedo no jogo da vida.
E, no entanto,
Eu não soube dar a partida...
E me vi perdida num canto...

E a minha ternura,
O meu melhor sentimento,
Com o passar do tempo,
Transformou-se em amargura.

Percebi que a estrada encurtava
Senti o medo invadir a vida vazia
Era o fim que se aproximava
Dessa estrada sem alegria.

Rodei a roleta no jogo da vida,
E a sorte nunca me sorriu.
Nesta estrada sem cor e comprida,
Minha esperança ruiu


Jane Moreira


Nenhum comentário:

Postar um comentário