terça-feira, 3 de maio de 2011

Nascer






E nasce a criança
Que é o princípio de tudo
E também continuação.

Energia da Criação...

É o presente que se alcança
Quando da concepção.
Poesia maior é a criança.

Fluido de luz em forma de esperança.

Nova vida em vida nova,
Faz surgir um novo tempo
De ternura e beleza

Vida ainda no tempo da incerteza

No instante máximo, a centelha de luz,
Outorgada pelo Criador,
Nasce impregnada do amor

E a vida ganha mais cor.

O que era antes projeto,
Escrito a quatro mãos,
Torna-se um poema de amor,

Tendo o prólogo do Criador.

Mais uma encarnação...


Jane Moreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário