sábado, 20 de outubro de 2012

GLOSA DE TROVAS








Glosa de Trovas



Ação e Reação

Esta dor tão torturante
Dói fundo em meu coração.
E, quando vem de rompante,
Joga minha alma no chão.

Esta dor tão delirante
Sei que não surgiu agora.
Mas eu sei que, nesse instante,
Minha alma sofrida chora.

Sei que essa dor é bastante
Para me desesperar;
Vem de um passado distante,
Em que fiz alguém chorar.

Essa dor tão torturante
E que vem de minha aurora,
Num tempo que vai distante,
Vem das escolhas de outrora.


Jane Moreira



Essa dor tão torturante
Sei que não surgiu agora.
Vem de um passado distante,

Vem das escolhas de outrora.


Nenhum comentário:

Postar um comentário