sábado, 7 de maio de 2011

COVARDIA





Em clima de magia, ela apareceu...
Não sei se por destino ou fantasia,
o encontro aconteceu.

Em clima de poesia, ele se enterneceu...
Não sei se por covardia, 
ela retrocedeu.

Não sei se por destino ou ironia,
ela desapareceu...E, em clima de agonia,
ele sofreu.

Em clima de melancolia,
ele nunca a esqueceu.
Não sei se por destino ou covardia,
o encontro não mais se deu.

Jane Moreira





Nenhum comentário:

Postar um comentário