segunda-feira, 2 de maio de 2011

Chuva na Vidraça


Chuva na vidraça

Cai a chuva lá fora.
Pela vidraça espio
a rua destorcida agora,
pelos pingos de chuva
que batem na vidraça.

E eu solto meus gritos silenciosos,
no turbilhão de lembranças,
que afloram nessa hora,
falta-me a esperança...
Estou tão sozinha...
E a minha companhia
é a chuva na vidraça.


Jane Moreira





Nenhum comentário:

Postar um comentário