sexta-feira, 20 de maio de 2011

Ao espelho


Ao espelho

Ao espelho,
Vejo uma face sofrida
De uma pessoa ferida...

E me espanto...
Em que tempo minha face se fez do avesso?
E que agora já não reconheço?

Em que espelho minha face foi capturada
E perdida no tempo e no espaço?

Jane Moreira




Nenhum comentário:

Postar um comentário